segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

TIRAI A PEDRA


ASSUNTO: A ressurreição de Lázaro.

OBJETIVO: Levar a igreja a ação diante dos problemas da vida.

TESE: O ser humano deve participar do milagre.

Texto: João 11: 39 – 45. “ ... Então Jesus ordenou: Tirai a pedra. Disse-lhe Marta, irmã do morto: Senhor, já cheira mal, porque já é de quatro dias. ...”

INTRODUÇÃO:

O texto que escolhemos hoje para meditarmos nos mostra que, na visão de Deus a participação de ser humano é indispensável para que Deus faça o milagre. Para o milagre acontecer, nós temos que dar a nossa participação. O ser humano tem que agir, Deus faz o milagre, mas nós devemos agir de acordo com a vontade de Deus.

I – TIRANDO A PEDRA.

1. O texto nos conta a história de Lázaro. O v. 3 diz “Lázaro a quem amas, está enfermo...”

2. O v. 5 continua dizendo que Jesus amava aquela família. E mandaram Lhe avisar para que Ele fosse vê-lo. Quem sabe para curá-lo de sua enfermidade. Talvez as irmãs tivessem pensado: “Ele fez tantos milagres, certamente Ele pode curar o nosso irmão.”

3. Mas o texto diz que Jesus foi imediatamente. Não é assim? O v. 6 diz que Jesus ainda ficou 2 dias no lugar onde estava.”

4. Mas havia uma pedra entre Lázaro e Jesus que precisava ser removida.


II – RECEBENDO A JESUS COM ALEGRIA.

1. Quando Jesus chegou havia muita tristeza naquela aldeia pois, Lázaro já havia sido enterrado a quatro dias. V. 17. As pessoas choravam a morte de Lázaro.

2. Mas agora Jesus tinha chegado, Jesus estava com eles. “quem sabe Jesus pode fazer alguma coisa para amenizar o nosso sofrimento?”

APLICAÇÃO: “Quando Jesus chega em um lugar, quando Ele entra na sua vida, tudo muda, tudo se transforma. Jesus pode amenizar todo o seu sofrimento, basta confiar nEle.


III – OBEDECENDO AS ORDENS DE JESUS.

1. Mas há um problema, (v. 38) – “tinham colocado uma pedra...” as pessoas tinham colocado uma “pedra” entre Jesus – a vida e Lázaro – o morto.

2. Nós temos esta grande capacidade de colocar “pedras”, atrapalhando a entrada para Jesus em nossa vida.

3. No v. 39 Jesus ordena : “Tirai a pedra!”

APLICAÇÃO:

1. Algumas pedras que são comuns em nossos dias:

a) A INCREDULIDADE – “Mas Senhor, já cheira mal, já se passaram 4 dias...”
quantas vezes fazemos como Marta: “Senhor tu não pode resolver o meu problema, tu não vai conseguir me transformar... já se passaram tantos anos, há tanto tempo eu estou nesta situação...
Mas o Senhor Jesus calmamente lhe diz: “Tirai a pedra...”

b) O DESÂNIMO – quantas vezes nos sentimos desanimados em nossa vida
espiritual, fracos, sem forças para continuar. Jesus nos diz: “Vinde a Mim todos os que estais cansados e sobrecarregados e eu vos aliviarei...” “Tirai a Pedra...”

TEXTO:

“Quando Satanás vem com as suas dúvidas e descrenças, fechai a porta do coração. Fechai os olhos para não vos demorardes em suas infernais sombras. Erguei os vosso olhos para onde possam contemplar as coisas que são eternas, e tereis forças em todas as horas.” (Ellen G. White, Mensagens Escolhidas, 17.)

c) A NEGLIGÊNCIA – esta é uma das maiores “pedras” que existem, e tem separado muitas pessoas de Jesus. Muitas vezes parece que está tudo bem, mas é só aparência. Temos negligenciado o estudo da Bíblia, o culto doméstico, o trabalho missionário, até a oração individual.
Temos sido crentes de aparência. Mas Jesus nos diz hoje: “Tirai a pedra...”

d) FALTA DE FÉ E CONFIANÇA – esta pode ser a mais comum de todas as “pedras” em nossa vida cristã. Vivemos em uma época de visão filosófica humanista. Esta forma de crer não descarta completamente a existência de Deus. Eles dizem: “Deus existe, Deus é o nosso criador. Mas Ele não se importa conosco. Deus não se envolve na vida das pessoas. Ele nos criou e nos abandonou à nossa própria sorte”. Mas hoje Jesus está nos dizendo: “Tirai a Pedra da incredulidade para que Ele possa ressuscitar o Lázaro que está morto dentro de você...” Observem que da mesma forma que aquela pedra tumular, fechava o caminho entre Cristo – a vida e Lázaro – o morto. Ainda hoje, a negligência, a indolência, o desânimo, a falta de fé, são “pedras” que impedem o nosso encontro verdadeiro com Jesus.

ILUSTRAÇÃO: na casa de um missionário, o aquecedor deu um defeito, e o quarto em que o rapaz dormia estava cheio de fumaça. Quando as pessoas chegaram e abriram a porta, o jovem rapaz já estava inconsciente por ter inalado muita fumaça. Foi quando alguém disse:
- Vamos orar por ele!
- Primeiro vamos abrir a Janela. Disse outra pessoa.
As janelas foram abertas, o ar começou a circular pelo quarto. Depois eles se ajoelharam e oraram.

Deus poderia curar aquele rapaz com as janelas fechadas? Sem dúvida que poderia. Mas Ele espera que façamos a nossa parte.

CONCLUSÃO:

É possível que nossa vida espiritual esteja infestada de pedras, pequenas ou grandes, visíveis ou imaginárias, de todas as formas. Muitas vezes nem parece que é uma “pedra”, mas elas são perigosas, tiram a nossa paz de espírito, impedindo Jesus de se aproximar de nós. Tirando o nosso entusiasmo de viver uma vida cristã prazerosa.
Devemos tirar as pedras, recebendo Jesus com alegria, obedecendo as ordens de Jesus.

APELO:

Gostaria de fazer um convite especial. Para que em nome de Jesus, possamos expulsar todo mal. Ouçamos a voz de Jesus a nos falar neste momento. – “Tirem as pedras...”

Nenhum comentário:

Postar um comentário